PERGUNTAS E RESPOSTAS

Tire suas dúvidas aqui ou entre em contato.

1. Como é feito o controle de prazos?

Todos os prazos são definidos no sistema levando em conta o prazo judicial, tendo sempre um prazo de segurança, o chamado D menos um (prazo menos um dia ou dois dias), ou conforme configuração definida pelo cliente. A listagem de prazos fica em ordem cronológica e são sinalizados com cores intuitivas (verde, vermelho e amarelo) conforme a urgência do compromisso. Todo o controle de prazos, audiência ou qualquer diligência pode ser controlado por uma única aba do processo. O sistema aceita ainda a definição de prazos adicionais (pré e pós compromisso) possibilitando, por exemplo, uma definição de prazo para juntada de documentos antes de uma audiência, bem como controlar o prazo para a apresentação do relatório sobre esta audiência após a mesma já ter ocorrido.

2. Como é realizada a leitura das notas de expediente?

O sistema pode ser integrado a um serviço de leitura de notas. Feita a integração dos sistemas, todas notas e expediente são salvas em cada pasta do respectivo processo diariamente, ficando condicionado às providencias que o advogado irá determinar para cada nota.

3. Como é feito o agendamento de prazos?

O agendamento de prazos pode ser feito diretamente, na ocasião da leitura do teor da nota de expediente, ou manualmente. Por exemplo, no caso de agendamento de prazos por nota, quando recebida uma nota de sentença, o advogado pode agendar a data do recuso com dois cliques no momento da leitura da nota. No caso de agendamento manual, o advogado cadastra um prazo para, por exemplo, “verificar”, e confere a este o seu tempo: 48 horas, 15 dias, 30 dias, o que melhor lhe atender.

4. Como são os relatórios que o Judice Office emite?

Os relatórios são gerados definido parâmetros de filtro como, por exemplo: estado, comarca, cartório, valor da causa, tipo de ação, fase processual, etc.. É possível, ainda, extrair relatório de custos (cópias, protocolos, guias, deslocamentos, custas, etc.) por processo ou cliente. Cada relatório solicitado é emitido em segundos.

5. Posso migrar meus processos do atual sistema? Como isso ocorre?

Sim, é necessário extrair do atual sistema uma planilha de processos em formato Microsoft Excel. Essa exportação de dados é uma funcionalidade comum que praticamente todos os sistemas oferecem. Outras formas de migração são estudadas caso a caso e nossa equipe técnica pode auxiliar seu escritório nesses procedimentos. O seu banco de dados atual é migrado para o Judice Office sem perder nenhuma informação. Com a entrega dos dados, preferencialmente em formato Excel, todas as informações já estarão disponíveis já no treinamento da sua equipe.

O seu banco de dados atual é migrado para o Judice Office sem perder nenhuma informação. Com a entrega dos dados, preferencialmente em formato Excel, todas as informações já estarão disponíveis já no treinamento da sua equipe.

6. 6 Preciso de um servidor para instalar o sistema?

Não é preciso. O sistema funciona em nossos servidores, você só precisa acessar através da Internet.

7. Onde ficam os meus dados?

Enquanto a maioria dos sistemas utilizam servidores alugados, os chamados “em nuvem”, onde muitas vezes as máquinas sequer estão em território nacional, a Judice Online possui servidores próprios e redundantes, ou seja, com mais de uma máquina realizando a mesma função, garantindo a estabilidade do sistema mesmo que ocorra falha em uma delas, conferindo máximo nível de segurança, confiabilidade e disponibilidade.

8. O sistema realiza backup?

Sim, são realizados backups diários para garantir segurança e tranquilidade aos escritórios.

9. Que tipo de computador preciso para acessar o sistema?

Qualquer PC, tablet ou smartphone com acesso à Internet conseguirá dar acesso ao sistema.

10. Que tipos de arquivos posso inserir no sistema?

Para cada pasta/processo é possível anexar arquivos de quaisquer tipo (.pdf, .txt, .jpg, .doc, .xls, etc.) tendo até 80 Mb de tamanho cada e, após a inserção de um arquivo, o mesmo já estará disponível a todos os usuários.

11. Quanto tempo leva para meu escritório usar, de fato, o sistema?

Realizada a migração dos dados do seu escritório (procedimento que leva em torno de 5 dias úteis, dependendo da quantidade e organização dos dados fornecidos), o sistema estará funcionando e disponível. A partir deste momento, podemos configurá-lo, apresenta-lo à equipe, bem como dar o devido treinamento. O período pode variar de acordo com o tipo de utilização do sistema e o tamanho das equipes. Em média, em menos de 20 dias o seu escritório já estará totalmente adaptado ao novo sistema e utilizando-o no dia-a-dia.

12. Posso definir qual usuário tem acesso a visualizar/editar determinadas informações?

Sim. Cada usuário tem sua senha de acesso e um perfil. O perfil define as opções disponíveis e ações possíveis, como cadastro de prazos ou processos, alterar responsabilidade, etc.. Estes perfis e acessos são gerenciados pelo administrador ou gestor do escritório, que poderá visualizar agendas de outros advogados ou equipes, bem como definir quem acessa, visualiza ou edita determinado tipo de informação.